Edição 2019 do Azores Rallye com final dramático nas derradeiras especiais

9528f722807d36f5bf925a4e2f98a043-800x533

Após dois dias de bom tempo, a chuva e o nevoeiro apareceram no derradeiro dia a complicar bastante o Azores Rallye.

Quando tinha uma boa liderança superior a 40s, Alexey Lukyanuk furou na especial de Graminhais, baixou para a terceira posição e atrasou-se bastante.
O pneu furado resultou no rompimento de um tubo dos travões do Citroën, apanhando o russo de surpresa na primeira curva e sair de estrada com alguma violência, mas sem danos físicos com a dupla russa.

Łukasz Habaj subiu para segundo por troca com Ricardo Moura, logo no inicio do dia e aproveitou o azar de lukyanuk da melhor forma e passar a ser o novo líder, mas com o açoriano a 18s atrás do polaco.
Ricardo Moura ainda tentou alcançar Habaj na derradeira especial, mas apenas conseguiu ganhar 10s ao polaco que acabou por obter a sua primeira nos Açores e no ERC.

Moura deixou escapar a vitória por 8,4s num troço muito difícil e com muitas armadilhas, sendo fácil errar e deitar fora um excelente segundo lugar da geral, mais vitória no CPR com larga vantagem.

Pierre-Louis Loubet foi obrigado a parar após a primeira especial do dia, com uma avaria na bomba d’água do Skoda e Chris Ingram aproveitou o azar do francês para subir à quarta posição e conseguir subir ao pódio pela terceira vez no ERC, mas a primeira no Azores Rallye, vencendo ainda entre os pilotos júniores ERC1.

Luís Miguel Rego não chegou a participar no derradeiro dia, devido a uma lesão no braço direito, depois de uma boa prestação nos dois primeiros dias.

Ricardo Teodósio e Bruno Magalhães foram os pilotos mais rápidos do dia, separados por apenas 0,7s na classificação de hoje. Com os abandonos de Lukyanuk e Loubet, a juntar a má prestação de Marijan Griebel na última etapa, Magalhães subiu ao quarto posto e ser segundo nas contas do CPR. Ao abrir a estrada com os pisos molhados, Teodósio não saiu penalizado e até venceu quatro especiais à geral, efetuando uma recuperação até à quinta posição.

Alexandros Tsouloftas foi segundo entre os ERC1 Júniores, mas não foi além da sétima posição, a mais de dois minutos de Griebel.

Bernardo Sousa aproveitou para fazer mais quilómetros com o novo carro com que irá continuar no campeonato Açores, acabando por terminar na oitava posição, com larga vantagem para Vojtech Štajf e Paulo Nobre que terminaram em nono e décimo, respetivamente.

Miguel Correia e António Dias resistiram à dureza do rallye, conseguindo boas pontuações para o campeonato nacional, sendo quarto e quinto respetivamente, na classificação do CPR.

Efrén Llarena ficou com o caminho livre para a sua primeira vitória no ERC3, após Pedro Antunes ter perdido tempo com um toque que danificou a suspensão, caindo para a quarta posição, atrás de Sindre Furuseth e Elias Lundberg.

ERC 1
1º 6 Łukasz Habaj / Daniel Dymurski (PL) Skoda Fabia R5 R5 2:50:55,4
2º 7 Ricardo Moura / António Costa (PT) Skoda Fabia R5 +08,4
3º 3 Chris Ingram (J) / Ross Whittock (GB) Skoda Fabia R5 +42,2
4º 7 Bruno Magalhães / Hugo Magalhães (PT) Hyundai I20 R5 +01:29,0
5º 12 Ricardo Teodósio / José Teixeira (PT) Skoda Fabia R5 +01:46,1
6º 4 Marijan Griebel / Stefan Kopczyk (DE) VolksWagen Polo GTI R5 +02:12,5
7º 9 Alexandros Tsouloftas (J) / Antonis Chrysostomou (CY) Skoda Fabia R5 +04:34,7
8º 17 Bernardo Sousa / Victor Calado (PT) Citroën C3 R5 +06:44,0
9º 8 Vojtech Štajf / Veronika Havelková (CZ) Skoda Fabia R5 +10:10,7
10º 14 Paulo Nobre / Gabriel Morales (BR) Skoda Fabia R5 +11:40,9

ERC 3
14º 24 Efrén Llarena (J) / Sara Fernandez (ES) Peugeot 208 R2 3:06:18,8
15º 33 Sindre Furuseth (J) / Jim Hjerpe (NO) Peugeot 208 R2 +58,8
16º 35 Elias Lundberg (J) / David Arhusiander (SW) Opel Adam R2 +01:40.8
17º 32 Pedro Antunes (J) / Paulo Lopes (PT) Peugeot 208 R2 +02:01.3
18º 34 Erik Cais (J) / Jindriska Záková (CZ) Ford Fiesta R2T MK8 +03:30.0
19º 30 Yohan Rossel / Benoît Fulcrand (FR) Peugeot 208 R2 +03:33.0
20º 37 Jan Talaš / Ondrej Krajca (CZ) Peugeot 208 R2 +07:35.5

CPR
1º 7 Ricardo Moura / António Costa (PT) Skoda Fabia R5 2:51:03,8
2º 2 Bruno Magalhães / Hugo Magalhães (PT) Hyundai i20 R5 +01:20,6
3º 12 Ricardo Teodósio / José Teixeira (PT) Skoda Fabia R5 +01:37,7
4º 19 Miguel Correia / Pedro Alves (PT) Ford Fiesta R5 +13:50,5
6º 40 António Dias / Pedro Castro (PT) Skoda Fabia R5 +15:01,5
7º 46 Gil Antunes / Diogo Correia (PT) Renault Clio RS R3T +25:31,4
8º 44 Hugo Lopes / Nuno Ribeiro (PT) Peugeot 208 R2 +26:53,3
9º 45 Paulo Neto / Vitor Hugo (PT) Citroën DS3 R3T Max +41:51,1