Lukyanuk amplia a diferença na liderança do ERC Açores apesar de sofrer um pião

AUTO - ERC AZORES RALLY 2018

Alexey Lukyanuk continua no limite, à frente do Azores Airlines Rallye, aproximando-se rapidamente da vitória na prova de abertura do FIA ERC, apesar de ter entrado em pião.

O drama voltou a atingir muitos pilotos na SS10, que incluiu uma longa paragem na Tronqueira, devido ao acidente de Frank Tore Larsen. Este entrou de cabeça numa berma, bloqueando o troço e atrasando a prova em quase uma hora.

Depois do Ford Fiesta R5 de Larsen ter sido removido do troço, uma sucessão de problemas atingiu quase todos os carros na frente da corrida. Lukyanuk queixou-se dos travões, devido a uma fuga de óleo, e de um pião que o fez perder 10s. Apesar disto, conseguiu ser o mais rápido nos 21.99 km da especial.

Ricardo Moura, dez vezes campeão açoriano de ralis, também entrou em pião depois de embater numa berma, mas felizmente não sofreu qualquer dano de maior. Moura perdeu mais tempo – 5 segundos –  para Lukyanuk durante a super especial Grupo Marques.

Bruno Magalhães conseguiu manter o carro direito durante a especial, mas debateu-se com um diferencial traseiro partido, oque o levou a perder 20.5s para Moura, durante as duas provas da manhã.

O líder do ERC Junior U28, Chris Ingram, também não escapou ao drama da Tronqueira, ao sofrer um furo no seu ŠKODA Fabia R5 (Toksport WRT). A diferença de 15s entre Ingram e Martin Koči particamente desapareceu, e o inglês encontra-se na quarta posição da geral, a apenas 2.6s de Koči.

Rhys Yates desceu para a P13 devido a ter ficado preso atrás do Fiesta R5 de Larsen. É expectável que consiga recuperar a sétima posição na geral, com o tempo de compensação que lhe irá ser atribuído por causa do incidente na Tronqueira. Já Fredrik Åhlin continua com cerca de um minuto de avanço, sendo o terceiro classificado na categoria ERC Junior U28 e sexto da geral.

Łukasz Habaj e Norbert Herczig foram dos únicos que não tiveram problemas durante a manhã e tiraram partido das suas provas limpas para ascenderem ao sétimo e oitavo lugares, respetivamente.

Luis Rego beneficiou não só da saída de Larsen, mas também dos problemas que atingiram os seus conterrâneos, mantendo o 9.º lugar no top 10 da geral. Por seu turno, Carlos Vieira teve a dura tarefa de abrir o troço dos Graminhais, arrastando o seu carro durante as duas primeiras especiais, devido a danos na suspensão. Ao perder mais de quatro minutos, as suas chances de ganhar pontos no ERC estão agora completamente hipotecadas.

Bernardo Sousa também foi afetado por problemas nesta primeira especial da segunda etapa, ao sofrer danos na frente esquerda do carro, após embater numa berma ao virar um canto. Com as temperaturas do óleo a aumentar no seu Citroën DS3 R5, após o final da especial, Sousa viu-se obrigado a abandonar a prova.

Diogo Gago usou o seu conhecimento das especiais de forma primorosa e conseguiu “roubar” o primeiro lugar do ERC Junior U27 ao líder Mārtiņš Sesks. Desde o início, Gago pressionou e ganhou 19.2s na especial de abertura da segunda etapa, conseguindo, assim, atingir a liderança na categoria por 9.3s de diferença.

 

Simon Wagner e Efrén Llarena continuam a manter o terceiro e quarto lugares, tanto no ERC Junior U27, como no ERC3. Ruben Rodrigues fecha o top 5 do ERC3 enquanto Dominik Brož termina em quinto na categoria ERC U27.

 

Mais reviravoltas na batalha pela liderança no ERC2 foram providenciadas por Sergei Remennik que, ao fazer um pião, ficou preso entre duas rochas a meio da Tronqueira. Isto permitiu a Juan Carlos Alonso ganhar praticamente um minuto, abrindo caminho para que chegasse ao primeiro lugar, numa recuperação fantástica, após ter perdido mais de três minutos com uma falha na bomba de combustível na quinta-feira.

Zelindo Melegari sofreu outro infortúnio, para além da falha da embraiagem de sexta-feira. Desta vez, partiu o turbo na passagem da manhã. O piloto continuou em prova e levou o seu Subaru Impreza STI até à zona de serviço, depois da SS11, mas não há a certeza de que continuará em prova esta tarde.