Luz verde da Autoridade Regional de Saúde para o Azores Rallye

2020 SPT AZR Youtube Banner Dimensions

A Equipa COVID-19 e a Comissão Organizadora do Azores Rallye reuniram ontem de manhã, pela segunda vez, com a Autoridade Regional de Saúde (ARS), com vista a apresentar a terceira versão do Plano de Contingência da prova, já acomodando as orientações e sugestões transmitidas pelo Director Regional de Saúde, o Enf. Tiago Lopes, na primeira reunião, que teve lugar a 27 de julho passado.

 

O referido plano, que compreende informações exaustivas relativamente aos procedimentos relacionados com o teste da COVID-19, o distanciamento e conduta social e o funcionamento das áreas do Azores Rallye, mereceu a concordância da ARS, que emitiu um parecer positivo.

 

O Grupo Desportivo Comercial, através do seu presidente, “congratula-se com esta posição da Autoridade Regional de Saúde, pois isso significa que o trabalho da equipa COVID-19 foi bem feito e que, incorporando as recomendações das autoridades, se produziu um guião que orientará a actuação de todos os intervenientes na prova, desde a vasta equipa que a organiza aos concorrentes e respectivas equipas, passando pelo público e pela comunicação social, e que estão acauteladas as medidas sanitárias necessárias para que, também neste capítulo, a prova seja um sucesso”. Rui Moniz disse ainda que “estamos conscientes que a situação epidemiológica estará em constante análise e que da sua evolução estão dependentes eventuais medidas suplementares, mas acreditamos no trabalho que tem vindo a ser efectuado pelas autoridades de saúde e na resposta dos açorianos, que tem sido sempre exemplar”.

 

Nas palavras do Director Regional de Saúde, “pela sua importância para a região, o Azores Rallye mereceu toda a nossa atenção e um cuidado especial, considerando que envolve a vinda de muitas pessoas do exterior da mesma e que se disputa numa janela temporal que, embora seja favorável, coincide com aquela que se prevê ser a antecâmara de uma possível segunda vaga. Todos os cuidados, portanto, são poucos”. Tiago Lopes adiantou ainda que “a colaboração do público é muito importante, nomeadamente acatando todas as instruções e recomendações das autoridades e da organização, para que o rali decorra sem incidentes que possam colocar em risco a sua realização parcial ou total”.

 

O GDC vai agora trabalhar na comunicação do referido plano, para que todos tenham perfeita consciência daquilo que se espera da sua actuação, sendo que algumas das medidas vão começar a ser conhecidas muito em breve, aquando da reapresentação do 55º Azores Rallye.

 

A prova disputa-se entre 17 e 19 de setembro, nas estradas da ilha de São Miguel, estando as inscrições abertas desde 20 de julho, decorrendo a bom ritmo e deixando antever uma lista de inscritos de luxo, com a presença dos principais protagonistas do FIA European Rally Championship, do Campeonato de Portugal de Ralis e do Campeonato dos Açores de Ralis.